Header

UZH-Logo

Maintenance Infos

‘Retratos’ de trovadores: A tradição galego-portuguesa


Gassmann-Ramos, M A (2015). ‘Retratos’ de trovadores: A tradição galego-portuguesa. Politeia: História e Sociedade, 15(1):183-209.

Abstract

Os cancioneiros medievais - autênticos repertórios - podem caracterizar-se como “livros de poesia” que, em geral, são acompanhados pela notação musical, convertendo-se também em “livros de música” e “livros de canto”. O Cancioneiro da Ajuda, a mais antiga recolha de poesia trovadoresca galego-portuguesa, não nos transmitiu a transcrição neumática, apesar dos espaços que para ela estavam reservados. No entanto, testemunha-nos, através dos procedimentos decorativos, elementos fundamentais que ilustram a performance interpretativa das cantigas medievais, entre o trovador e seus intérpretes. Esta reflexão, servindo-se da tradição galo-românica, em particular dos cancioneiros provençais, procurará pôr em evidência a retratística dos trovadores. Se na tradição provençal, os principais manuscritos iluminados mostram-nos o trovador, quase sempre, como personalidade estática e solitária, no Cancioneiro da Ajuda, nota-se uma real mise en scène entre a imagem do poeta e seus intérpretes, masculinos e femininos, ligados à música, ao canto e à dança. O Cancioneiro da Ajuda faculta-nos através destas imagens uma verdadeira “chave de ouro” para a fruição da poesia medieval.

Abstract

Os cancioneiros medievais - autênticos repertórios - podem caracterizar-se como “livros de poesia” que, em geral, são acompanhados pela notação musical, convertendo-se também em “livros de música” e “livros de canto”. O Cancioneiro da Ajuda, a mais antiga recolha de poesia trovadoresca galego-portuguesa, não nos transmitiu a transcrição neumática, apesar dos espaços que para ela estavam reservados. No entanto, testemunha-nos, através dos procedimentos decorativos, elementos fundamentais que ilustram a performance interpretativa das cantigas medievais, entre o trovador e seus intérpretes. Esta reflexão, servindo-se da tradição galo-românica, em particular dos cancioneiros provençais, procurará pôr em evidência a retratística dos trovadores. Se na tradição provençal, os principais manuscritos iluminados mostram-nos o trovador, quase sempre, como personalidade estática e solitária, no Cancioneiro da Ajuda, nota-se uma real mise en scène entre a imagem do poeta e seus intérpretes, masculinos e femininos, ligados à música, ao canto e à dança. O Cancioneiro da Ajuda faculta-nos através destas imagens uma verdadeira “chave de ouro” para a fruição da poesia medieval.

Statistics

Downloads

0 downloads since deposited on 16 Feb 2017
0 downloads since 12 months

Additional indexing

Item Type:Journal Article, not refereed, original work
Communities & Collections:06 Faculty of Arts > Institute of Romance Studies
Dewey Decimal Classification:800 Literature, rhetoric & criticism
470 Latin & Italic languages
410 Linguistics
440 French & related languages
460 Spanish & Portuguese languages
450 Italian, Romanian & related languages
Language:Portuguese
Date:2015
Deposited On:16 Feb 2017 10:38
Last Modified:10 Mar 2017 04:08
Publisher:Universidade Estadual do Suodeste da Bahia (UESB)
ISSN:1519-9339
Official URL:http://periodicos.uesb.br/index.php/politeia/article/view/2936

Download