Header

UZH-Logo

Maintenance Infos

‘Sem-título’. Uma leitura da virada icônica e do pensamento pelas imagens através da poesia contemporânea no Brasil


de Oliveira, Eduardo Jorge (2020). ‘Sem-título’. Uma leitura da virada icônica e do pensamento pelas imagens através da poesia contemporânea no Brasil. In: Lopez Guil, Itziar; Carrillo Morell, Dayron. El título del poema y sus efectos sobre el texto lírico iberoamericano Homenaje al profesor Georges Güntert en su 80 cumpleaños. Berlin, Bern, Bruxelles, New York, Oxford, Warszawa, Wien: Peter Lang, 275-296.

Abstract

A fotografia incorporou historicamente não apenas aspectos que dizem respeito à própria auto-referência que a permitiu se situar como um fenômeno artístico (Benjamin 2000), mas ela ainda é capaz de iluminar questões da poética a partir de alguns exemplos. Um destes exemplos é a imagem do fotógrafo italiano Luigi Ghirri feita em Roma em 1978 (imagem 1). A imagem apresenta um exemplar do jornal Corriere della Sera jogado no chão da rua. No título menor no alto da página lê-se “una disputa su percezione e realta”, isto é, uma disputa entre a percepção e a realidade. No entanto, o que chama mais a atenção na imagem é a frase com um referente para a própria fotografia: “Come pensare per immagini” o que nos leva a um paradoxo não muito distante daquele inventado por René Magritte em 1927: Ceci n’est pas une pipe, onde apreendemos um sentido distinto da imagem pintada de um cachimbo: no âmbito da representação, a imagem nos transmite uma informação e a frase, o oposto. Na frase contida no jornal fotografado por Ghirri, encontramos algo distinto. O fotógrafo nos convida a ler e a apreender o sentido da frase para entendermos a indicação da imagem feita por ele: como pensar por imagens.

Abstract

A fotografia incorporou historicamente não apenas aspectos que dizem respeito à própria auto-referência que a permitiu se situar como um fenômeno artístico (Benjamin 2000), mas ela ainda é capaz de iluminar questões da poética a partir de alguns exemplos. Um destes exemplos é a imagem do fotógrafo italiano Luigi Ghirri feita em Roma em 1978 (imagem 1). A imagem apresenta um exemplar do jornal Corriere della Sera jogado no chão da rua. No título menor no alto da página lê-se “una disputa su percezione e realta”, isto é, uma disputa entre a percepção e a realidade. No entanto, o que chama mais a atenção na imagem é a frase com um referente para a própria fotografia: “Come pensare per immagini” o que nos leva a um paradoxo não muito distante daquele inventado por René Magritte em 1927: Ceci n’est pas une pipe, onde apreendemos um sentido distinto da imagem pintada de um cachimbo: no âmbito da representação, a imagem nos transmite uma informação e a frase, o oposto. Na frase contida no jornal fotografado por Ghirri, encontramos algo distinto. O fotógrafo nos convida a ler e a apreender o sentido da frase para entendermos a indicação da imagem feita por ele: como pensar por imagens.

Statistics

Citations

Dimensions.ai Metrics

Altmetrics

Additional indexing

Item Type:Book Section, refereed, original work
Communities & Collections:06 Faculty of Arts > Institute of Romance Studies
Dewey Decimal Classification:800 Literature, rhetoric & criticism
470 Latin & Italic languages
410 Linguistics
440 French & related languages
460 Spanish & Portuguese languages
450 Italian, Romanian & related languages
Language:Portuguese
Date:2020
Deposited On:24 Nov 2020 10:52
Last Modified:13 Mar 2024 14:48
Publisher:Peter Lang
Number:46
ISBN:978-2-8076-1321-8
OA Status:Closed
Publisher DOI:https://doi.org/10.3726/b16193
Official URL:https://www.peterlang.com/view/9782807613218/html/ch21.xhtml
Related URLs:https://www.peterlang.com/view/9782807613218/html/ch21.xhtml (Publisher)
Full text not available from this repository.